Antônio Sales Cycle Lanes

Antônio Sales Cycle Lanes

Antônio Sales Cycle Lanes

Há alguns dias, saiu uma notícia sobre as obras para um viaduto de dois níveis para supostamente solucionar o problema dos congestionamentos de automóveis no cruzamento entre as avenidas Antônio Sales e Engenheiro Santana Júnior. Pensemos no seguinte: em Seul, na Coréia do Sul, uma via expressa foi completamente eliminada da cidade e o rio que havia sido canalizado foi reaberto em sua total extensão. Uma obra de 281 milhões de dólares. Para quem? Para as pessoas. Não para os carros. Eles devem ser a última prioridade para uma cidade. Um artigo da revista AU do último mês, dizia que, em Seul, “o medo do caos no trânsito e dos impactos no comércio não se materializou, e os 168 mil carros diários que passavam por ali parecem ter-se evaporado do dia para a noite”. Evaporaram. Não existe nada mais atrasado que propor novos viadutos. Pensemos, então, em grandes ciclovias para as avenidas Antônio Sales e Engenheiro Santana Júnior. Imaginemos um grande passeio arborizado, um grande encontro de pessoas. E para onde vão os carros? Não sei, evaporam.

٭ Contraproposta ao viaduto a ser construído no cruzamento entre as avenidas Antônio Sales e Engenheiro Santana Júnior, em Fortaleza, Brasil.

Advertisements